sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Dr. Carlos e Velpeau

Hoje foi a terceira aplicação de Avastin 840 mg. Outro dia me lembraram que o nome do quimioterápico se assemelha ao de um programa antivírus de computador chamado Avast. Coincidência?




Saí do CPO com a boa informação que o hemograma e as plaquetas estão em ordem, com direito a ouvir do dr. Carlos a pergunta se o exame era mesmo o meu.


Tive a oportunidade de ler ontem à noite um email da Cláudia Coelho, cujo marido Mauro está fazendo o mesmo tratamento que o meu: passou por craniotomia no hospital pela segunda vez em sete anos e o tratamento já havia incluído a radiocirurgia na Beneficência Portuguesa e estava caminhando com a quimioterapia através de Temodal e Avastin.


Ontem, o email e hoje, por sorte, conheci-os pessoalmente no consultório.


Uma história muito parecida com a minha em 2002 e este ano, apenas com algumas diferenças: Mauro e Cláudia são do Alto Araraguaia (MT) e estão na capital paulista em função das cirurgias e tratamentos.


Interessante é que um médico matogrossense havia prescrito 800 mg de Temodal e mais nada, a ponto de aconselhá-lo a buscar outras alternativas caso encontrasse. Isto significava que o oncologista, naquele momento, tirou-lhe qualquer esperança de atingir um objetivo mais alto: continuar a viver. Correram por todos lados e chegaram a São Paulo. O ritmo de vida do casal e dos dois filhos foi alterado em nome da vida: Alto Araguaia, São José do Rio Preto e São Paulo na residência de familiares e amigos. Vale a persistência e vontade de desbravar novos caminhos, apesar das dificuldades impostas e uma sensação momentânea de angústia no esforço de enxergar a luz no fim do túnel. Mauro e Cláudia enxergaram! Foi o mesmo roteiro vivido por mim.


Achava que era brincadeira, mas o dr. Carlos mencionou a ‘Lei de Velpeau’, ensinada em todas faculdades de medicina: fatos estranhos ou difíceis de ocorrerem acontecem repetidas vezes em curto espaço de tempo. Alfred Velpeau foi um médicocirurgião que viveu de 1795 a 1867. Foi professor de clínica cirúrgica em Paris e teve inúmeros trabalhos científicos publicados.


Pronto! Como poderia imaginar que no mesmo dia, em sequência, dois pacientes com históricos idênticos, seriam atendidos pelo mesmo médico?


Tire suas conclusões. Minha sexta-feira valeu a semana inteira. Velpeau sabe disso.







2 comentários:

  1. interessante o nome "avastin" creio que é da mesma familia do antivirus "avast",que por sinal era uma palavra usada pelos piratas e que tinha o significado similar de "vamos em frente,atacar"

    ResponderExcluir
  2. Vale saber que Deus sempre tira de nossas costas fardos pesados demais, basta crer, acreditar e estar sempre com Ele.
    abraços e pelo visto vc melhora a cada dia.
    celinha

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, sugestão ou crítica!

Loading...