quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Metrô do 'cada vez melhor'

Igual ao metrô de Salvador(BA), que após mais de dez anos ainda não saiu do papel e já engoliu rios de dinheiro público, o paulista vive à sombra da propaganda do 'cada' vez melhor e mais nada.
Algumas poucas estações são construídas e entregues dias antes das eleições. A construção de novas linhas desaparece no restante do tempo.

Esta terça-feira(21/9):


A Linha 3 - Vermelha, que vai da estação Palmeiras/Barra Funda, na zona oeste, até a Corinthians/Itaquera, na zona leste, ficou parada das 7h50 até as 10h30. Usuários se acumularam nas estações e houve tumulto dentro e fora dos vagões. Pelo menos 150 mil pessoas foram prejudicadas.
Capaz de alegarem orquestração política antes das eleições.
LInoperância e inércia encaixam-se igual a um par de luvas neste governo que afirma ter investido mais de 1 bi de reais no metrô e oferece o serviço visto neste 21 de setembro.
Acompanhe os videos:
http://www.youtube.com/watch?v=iKE5xEQzOCY
Neste video , aos 1'12" um usuário estoura a chutes uma janela, diante da negativa do condutor em abrir as portas da composição.


http://www.youtube.com/watch?v=aSm-fV8tmnU&feature=related

Pobre terra dos Bandeirantes! Castigada, judiada desde 1994...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Cada vez melhor e erótico

É a cara do governo que fez tanta propaganda do 'cada vez melhor':
http://www.abril.com.br/noticias/brasil/livro-distribuido-alunos-sp-indica-site-conteudo-porno-596408.shtml
Livro distribuído para alunos em SP indica site com conteúdo pornô



Livros didáticos de inglês distribuídos para 645 mil alunos de quatro mil escolas do Estado de São Paulo na faixa dos 15 anos indicam o endereço de um site com imagens de mulheres nuas. Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, a distribuição foi feita pela Secretaria da Educação, que afirma que o conteúdo do endereço na internet mudou.

Ainda segundo a “Folha”, o site www.newsonline.com foi sugerido como atividade de aprofundamento para alunos do primeiro ano do ensino médio, por conter “links para jornais estrangeiros”.
No entanto, ao ser acessado, o internauta é encaminhado para o endereço da Naked News Anchors, em que apresentadoras leem notícias enquanto tiram peças de roupa. O conteúdo do site é restrito a assinantes, mas há um vídeo promocional gratuito e é possível obter o serviço sem qualquer custo por três dias, bastando ter cartão de crédito.
Procurada pelo jornal a Naked News disse que o domínio sugerido no livro é de um parceiro pago para redirecionar usuários para o site. A secretaria afirmou que descobriu o problema na última semana e já acionou o Ministério Público para retirar o endereço do ar.
Não bastasse os livros com dois Paraguais, palavrões, a progressão continuada e outras aberrações que São Paulo viveu desde 1994, querem mais quatro anos...
Paulista não merece isso.
A grande imprensa se calou diante do descalabro, limitando-se a uma nota.



segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Yakitori


Parece que foi ontem.
Domingo, 11 e pouco da manhã saímos de casa para buscar uma encomenda na Rua Galvão Bueno no bairro da Liberdade, reduto da colônia japonesa na capital paulista.
O lugar existe até hoje, é tocado pela mesma família com a qualidade e simplicidade que via dos meus tempos de menino, maravilhado com aquele forno giratório de frangos e aquele aroma inconfundível, as tesouras de corte para pedaços menores e o mesmo tempero caseiro, sem esse colorau horrível que insistem em utilizar pelos lados do Cambuci/Aclimação em algumas rotisseries. Em Araraquara (SP) nenhuma rotisserie oferta o frango assado cortado em pedaços, infelizmente.
Trata-se da rotisserie e avícola Yakitori, que em japonês nada mais é que o espetinho de frango grelhado na chapa, com cebola, pimentão e bacon.
A casa oferece vários acompanhamentos, além de carnes frescas.
O forte é o frango assado aos domingos.
É prudente reservar na véspera e ir com certa paciência para estacionar o carro, pois a região concentra movimento intenso em função da feira de artesanato na Praça da Liberdade, além de outros restaurantes típicos.
Yakitori Rotisserie e Avícola
Rua Galvão Bueno, 571, próximo ao Bunkyo, quase esquina com a Rua São Joaquim
(11)32083522

sábado, 11 de setembro de 2010

Pota pota


De tempos em tempos somos a surpreendidos com alguma novidade dos lados da Liberdade, reduto tradicional da colônia japonesa.
Mas quem me alertou a respeito de uma iguaria chamada pota pota foi uma colega de jornalismo, colaboradora da Gazeta de Américo Brasiliense (a 280km de São Paulo). Adriana Nagazako perguntou se conhecia esse biscoito 'viciante'. Nunca ouvi falar, mas quando se trata destas novidades, um desses p acotes chegou às minhas mãos.
Na embalagem a figura simpática de uma ôbátchan (avó, em japonês), com sua xícara de chá.
São três biscoitos em cada embalagem. Trata-se de 150 gramas de galetas de arroz que viraram febre da noite para o dia.
Experimentei dois biscoitos. Lembrou-me ôkaki, semelhante, porém mais duro de se mastigar.
Na barraca de um feirante que comercializa produtos orientais às sextas-feiras na Aclimação o pota pota estava em promoção: oito reais cada pacote.
Nas lojas do bairro oriental encontra-se variedade, outras marcas e preços idem.
Nada extraordinário ao meu paladar.
Prefiro castanha-de-caju salgada para distrair. Essa é nossa.
Fica a dica.


terça-feira, 31 de agosto de 2010

Náusea de viciado

Ler veste tipo de notícia chacoalha meu estômago:
O empresário José Carlos da Silva, marido da professora aposentada assassinada neste final de semana em Vinhedo (a 79 Km de São Paulo), e a filha de 15 anos estiveram nesta segunda-feira (30) na delegacia de polícia da cidade para prestar depoimento pela primeira vez após o crime. Ele contou, entre outra coisas, que se mudou da capital paulista para o interior para fugir da criminalidade.

- Achei que tivéssemos mudado para o paraíso. Conhecia a região [de Vinhedo] e achava que era um lugar seguro para viver.
Por volta de 22h do sábado (28), três homens armados invadiram a casa em que estava a vítima. Eles obrigaram a filha e a professora aposentada a deitarem no chão. Um deles que estava com um pistola atirou contra a vítima. A adolescente contou à polícia que a mãe não reagiu e o tiro foi disparado sem nenhum motivo.
Para o delegado responsável pelas investigações, os suspeitos são provavelmente adolescentes viciados em drogas. Eles podem ter invadido o condomínio de alto padrão pelos fundos, onde não há cercas de proteção e câmeras de segurança.
+ Do meu cantinho de jornalista inconformado com  essa barbárie há tempos, pergunto:
Quem vende um condomínio nestas condições não merece ser fuzilado no paredão do empreendimento?
Importante é vender, pouco preocupando se você está em cima de um vulcão ou cemitério destivado, tal qual Poltergist, um filme de 1982.
Mas aí que vem o pior: o delegado de polícia acredita na participação de viciados em drogas.
Noia é sócio de traficante. Já manifestei minha posição e reafirmo.
Azeitona na cabeça de ambos! Seja bala da polícia ou não. Paul Kersey, vivido pelo saudoso Charles Bronson no cinema em Desejo de Matar,que o diga.
A população está de saco cheio,transbordando com leis que protegem ladrão e quem os defende: direitos humanos, sociólogos masturbadores intelectuais em seus ninhos, vivendo de dinheiro público, estudando a 'letalidade policial',que nada de concreto apresentam.
Polícia foi recebida à bala e 'derrubou' vagabundo, tem  direito a premiação em dinheiro e promoção.
Temos que deixar de ser bonzinhos e partir para chumbo de encontro. 
Senhores candidatos ao Palácio dos Bandeirantes:
Por que não uma força policial paulista, militar e civil, com a filosofia das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), onde o policial teria orgulho de sua profissão, não ter que apelar aos 'bicos' de segurança por conta dos baixos salários, sem estímulo nenhum, arriscando-se por pouco mais de mil reais mensais?
De 1994 para cá o que se viu foi o desmonte do estado mais rico do país.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Rápidas & Ácidas

+ Obras de recapeamento da Rodovia dos Tamoios, que liga a capital ao litoral norte será feita na alta estação, ou seja: nas férias de final de ano, que coincidem com o início do período das chuvas. É de uma genialidade tamanha. Detalhe: estamos a pouco mais de 30 dias das eleições. Haverá interdições no esquema siga/pare em alguns trechos.

Isto lembra a duplicação da Marechal Rondon, tocada noite e dia sem parar pelo então governador Orestes Quércia (PMDB). Eleito Luís Antônio Fleury Filho, o ritmo das obras chegou a zero e tudo o que havia sido feito se perdeu com as chuvas que chegaram ao final de 1990. LRF ainda não existia naquele tempo.
A duplicação e o possível plantio de pedágios no trecho (se a eleição de Geraldo Alckmin do PSDB se confirmar) já estão prometidos para 2011 pelo atual ocupante do Palácio dos Bandeirantes, Alberto Goldman (PSDB).


+ Jornais de domingo costumam ser atraentes aos domingos. Este não foi.
Folha e Estado muito chatos. Eleições e análises de números de pesquisas. Sem contar o palpite dos colunistas de plantão. Melhor ler um livro ou escutar música.
E haja assunto mais interessante que Brasília, hein?


Problema é a mídia controlada por dez, doze famílias no país.


Pior é o papel do telejornais, em seus horários espremidos para ceder espaço aos de sempre, vomitando em sua cara o palavrório que escutava desde criança quando o Lei Falcão vigorava. Por isso justifico meu voto, mas sem deixar de cobrar e bater o bumbo no jornal. Justificar não significa que sou alienado politicamente. Ao contrário: dá muito mais espaço e liberdade para chegar junto.


E lembrar que uma vez um dirigente de um partido político me chamou de lado em um evento e propôs que transferisse meu título para Araraquara. Sorri e respondi que meu ramo era jornalismo crítico e não política partidária. Tem quem faz do rádio e TV um trampolim. Acho errado, de um oportunismo barato e rasteiro. Meu negócio é ’ jornalistar’. Não existia jornalistar? #prontofalei para agradar os tuíteiros...

+ Vence nesta segunda (30) o prazo dado pelo Ministério Público para que o Dersa e a prefeitura paulistana corrijam os erros cometidos na implantação da sinalização das novas pistas da Marginal Tietê, que contou muito mais com propaganda que efeitos práticos no caótico trânsito de Sampa.
Se bobear implantam pedágio urbano para rodar nas novas pistas...

+ Alguém pode responder onde está o prometido Poupatempo de Araraquara?

+ Será apresentado na Câmara dos Deputados o projeto Justa Causa: político que não cumprir promessa de campanha perde mandato e fica inelegível oito anos. Deboche ou sarro mesmo?

+ Sai ou não sai o Piritubão, prometida arena corintiana com olhos voltados para abertura da Copa?
Desde que me conheço por gente, sempre ouvi falar do prometido estádio. Idos tempos de Vicente Matheus, com suas tiradas inesquecíveis...

+ Em tempo: estou afastado do Grande Jornal da Cidade desde 22 de julho em tratamento fisioterápico e de quimioterapia.
Permaneci mais de 20 dias internado no Hospital Nove de Julho.
É uma longa história que vou blogando aos poucos.
Mas antecipo: está sendo uma experiência de vida ter aceitação e forças para encarar mais esta provação em meu caminho. Obrigado pelas orações e correntes de fé que recebi até agora...

sábado, 26 de junho de 2010

Precisão cirúrgica

Sábado, 26 de junho, 7h20, minutos antes de entrar com o 'Boletim das 8' na Morada um chamado ao 190 avisa sobre um caixa eletrônico arrombado do Banco Real na Avenida Duque de Caxias, centro de Araraquara(SP).
Fui ao local e fiz fotos.
Nem um cirurgião teria tamanha precisão para isso:
Quanto em dinheiro cada máquina dessas acomoda?
Como tiveram tamanha tranquilidade em permanecer noite adentro no autoatendimento?
Tiveram a capacidade de arrastar os móveis com envelopes de depósito e cobri-los com plástico preto, para dar impressão que ocorria uma reforma por lá.
Utilizaram alguma ferramenta além do maçarico para acessarem essa área?
Normalmente há um travamento automático da porta entre 22 e 6h.
Teriam instalado, um pouco antes das 22, algum objeto que impedisse o travamento?
Como não há vigia no local, o monitoramento do alarme nada acusou?
É tudo muito estranho.
Passei algumas imagens para um jornal da cidade.
Loading...